"Ando devagar porque já tive pressa..."

"Ando devagar porque já tive pressa..."
"Ando devagar porque já tive pressa..."

27/10/2011

Presente de Lu e Bruno

Linda amiga Lola...
Que linda e verdadeira sua poesia, essa que ferve dentro de você
e sai como o vapor de uma locomotiva desenfreada de inspirações.

Parabéns, amiga poeta e continue sempre nos presenteando;)

Obs: E aproveitando as palavras que comentei acima, fiz um dueto
com a Lú no msn e o resultado foi esse Indriso,
espero que goste. Beijos no seu lindo ♥

Lola-dama, poeta de linda e verdadeira poesia
que por vezes lhe ferve em calor por dentro
e sai feito vapor - desenfreada locomotiva (BG)

amiga de todos e de todas as horas poéticas
poeticamente sensível, contagia com seu sorriso
exalando um suave perfume de flor, por onde passa (LC)

deixando seu rastro de fé em esperança-caminho (BG)

Lola menina, poeta, seu gesto é doce carinho. (LC)

Luciana Celi e Bruno Gaspari

Sem Saída

Seria tão mais fácil dizer que é desejo
Ah, como seria mais fácil querer só teu beijo
Teu corpo, teu sexo
E o resto
Que resto?
Em ti só há o todo que me inebria
E me deixa assim, cheia de fantasias
Sentindo como amor algo que não devia
Se fosse só desejo eu não sofreria
Não sentiria saudade, apenas vontade
E a cada desejo te procuraria
Mataria minha sede, minha fome, minha gula
Mas não consigo pensar (e de quem é a culpa?)
Que devo te desejar e não te amar
Pois amo, isso sei, amo de verdade
E não há nada nem ninguém nesta vida
Que me faça recuar e buscar a saída

Lola (26/10/11)

De Poeta e Louco

De poeta e louco todos temos um pouco e se não usarmos o lado poeta, só o louco nos resta.

Lola (26/10/11)

Sinto Muito

O sinto em cada palavra escrita
Mas sinto muito, muito mais nas que calam em minha pena
Em minha boca
Em meu teclado
Sofro se calo, mas continuo a amá-lo

Lola (26/10/11)

24/10/2011

Kiwí

Kiwi, ácida e doce, fruta boa

Invade meu paladar e mete bronca

Mas faz de conta que nada causa e segue à toa

Paira entre as bocas e aproveita todas

Essa inquietação que nem sabe explicar

Ri de tudo e todas e nunca se cansa

Sabe a esperança bem alimentar

Outras se encantam e assim complicam

Nada se sabe além do que ela quer

Sempre um enigma há a desvendar

Lola (24/10/11)

07/10/2011

Acolhendo Alice

Parece que te esperei a vida inteira
E com o encontro apenas te reconheci
Eras tu mesmo que há tempos esperava
E sou feliz por ter-te agora junto a mim
Bem vinda sejas, junto à família que é tua
E assim sendo vai saber te cuidar bem
A partir de agora só alegria, vida intensa
Repartiremos e multiplicaremos só o bem
Vida longa e leve a ti desejo, pequena Alice
No país das maravilhas naturais e culturais
A ti que agora és Lucena e és Morais
Posto que os nomes das famílias já marcaram
A tua origem e tua presença aqui conosco
E já te amamos sem fazer nenhum esforço
Sabendo que te amaremos muito mais
A cada dia que contigo estivermos
E que cada um deles seja vivido em plena paz

Lola (05 e 06/10/11)