"Ando devagar porque já tive pressa..."

"Ando devagar porque já tive pressa..."
"Ando devagar porque já tive pressa..."

30/09/2012

Comemorando Um Ano de Alice



Há um ano, o 30 de setembro se tornava especial para mim. Priscylla, minha filha mais nova, me ligou avisando que a médica havia agendado para as 20hs o parto cesariana, e Alice viria ao mundo.
Hoje, passado um ano, nem sei como agradecer a Deus a honra de compartilhar a vida com essa menininha linda e alegre, que me contagia com seu jeitinho de ser e me envolve cada vez mais.
Ontem, Fábio, seu pai, me perguntou como me sinto depois deste primeiro ano como avó e a resposta não poderia ter sido outra: a cada dia mais feliz e desejando muitos e muitos outros netos. A alegria que estes serezinhos que chamamos de netos nos dão é algo indescritível, de maneira que eu não tenho a mínima intenção aqui, de descrevê-la ou de pelo menos me aproximar da sensação de tê-los por perto. Pretendo sim, e assumo, deixar algo escrito para a posteridade, para que Alice tenha em que se basear quando ela mesma for uma vovó, para entender um pouco, pelo menos, disto tudo que ela me proporciona. E é a ela que me dirijo neste momento para dizer :
Alice, que bom que você veio, que bom que atendeu ao meu chamado, já que eu desejava já há algum tempo ser avó, e que bom que você é assim como é: simplesmente linda, e com um jeito especial de se fazer querida.
Dizer que amo é pouco para falar de toda a emoção que envolve o meu bem querer. Só sei que a vida, que sempre amei e achei linda, se vestiu de novos significados com a sua chegada. E estes foram se multiplicando durante este primeiro ano do resto de nossas vidas.
Um beijinho nessa carequinha linda, um “xerinho” nesse narizinho empinado, e um abracinho do jeitinho que você sabe dar muito bem.
Hoje é dia de dançar mais, de sorrir mais, de brincar muito mais. Porque hoje é o seu dia. E que dia tão feliz!
Que você seja assim, feliz como o seu dia, hoje e sempre. Amém!
Vovó Lolita

28/09/2012

Uma Forma de Amar



Sentir falta é uma forma de amar
É o silêncio gritando o nome do ser amado
É a ausência invadindo o espaço do sentimento
É dor sem motivo, é o motivo da dor

Lola (28/09/12)

27/09/2012

Presença





Tua presença alegra bem mais do que deixa triste a tua ausência
Mas se não vens, recorro ao pouco que sei de ti, que tenho de ti
Isto me alegra também
Então estou bem
Pois se não vens, a ausência preenche teu espaço
E quando chegas, pra mim só falta o abraço
E o “xero”, quando vais...

Lola (27/09/12)

26/09/2012

Sobre Os Que Ouvem O silêncio



Para  Lu e Vitor


Música ecoa nos olhos e corpo de quem não a ouve, mas sabe que existe...
E por existir ela faz dançar...
E cala quem pode falar, mas fica mudo diante da beleza que é a vida...
Há sons além do que nossos ouvidos alcançam...
E é lá que chega primeiro quem não pode ouvir...

Lola (26/09/12)

20/09/2012

Só Amor


Mordidas
Arranhões
Além de abraços apertados
Também tenho dias de exageros
Também sei sorver pescoço e puxar cabelos
Mas o amor insiste, ele está aqui
E logo te cubro de carinhos e te dou beijinhos
E sei que nunca duvidas de mim
Sabes que a louca me invade assim
E eu me atrapalho entre ternura e ardor
Mas sem te deixar sentir nenhuma dor
Só amor... Só amor...
Lola (20/09/12)


04/09/2012

Compromisso

Não estou te pedindo em casamento
Mas não acredito em amor sem compromisso
A aliança é o investimento do tempo, o compartilhamento
Só aceito amor se tiver isso

Lola (04/09/12)