"Ando devagar porque já tive pressa..."

"Ando devagar porque já tive pressa..."
"Ando devagar porque já tive pressa..."

08/05/2017

Flutuante


Bom se sentir assim, sem tocar os pés no chão,
e estender as mãos, para ter as tuas ao alcance.
Num lance matreiro, te roubar um beijo.
Dizer ao ouvido, que são teus os poemas que escrevo.
Então, um "xero", um abraço, e mais um beijo.
Já posso acordar... Bem feliz por te ter
no meu mundo de sonhos,
onde vivo encantada, e não quero mais nada
a não ser teu querer.

Lola (03/05/17)