"Ando devagar porque já tive pressa..."

"Ando devagar porque já tive pressa..."
"Ando devagar porque já tive pressa..."

27/03/2010

Sobre a Fotografia

Se eu quisesse falar sobre você
O faria através da fotografia

Nela seu semblante denuncia
O que muitas vezes se esconde

Por detrás de um homem carrancudo
Ou até de sorrisos amarelos

Aqui eu te vejo mais sincero
Do que sempre vi e me surpreendem

A candura, a meiguice, a alegria.
Genuínas, assim como a mim pareces

Tão sincero, tão essência, tão gostoso
Diria que esse sorriso é quase um gozo

Ratifica o encanto e a beleza
Que a vida muitas vezes nos esconde

Mas que não é preciso ir tão longe
Pra buscá-lo, ele existe em nosso âmago

E é a ele que devemos recorrer
Quando tentados a seguir outros caminhos

Nos desviamos do que é mais verdadeiro
E nos embreamos em vidas vulgares

Pode ser redundância e o é, de fato
Mas diria que este retrato te retrata

Em tudo e vai bem lá no fundo
Conseguindo retratar a tua alma

E é essa verdade que aprecio
Que muitas vezes não é exposta e ninguém vê

Mas eu, como sei muito de você
Sei muito bem o que pode vir à tona

E mesmo assim ainda me pego surpreendida
Ah, mas isso é bom que aconteça

Pois o que é tão declarado, escancarado
Muitas vezes não passa de um retrato

Desfigurado ou até mesmo remendado
De quem deseja falsear sua verdade
(24/03/10)

Nenhum comentário: