"Ando devagar porque já tive pressa..."

"Ando devagar porque já tive pressa..."
"Ando devagar porque já tive pressa..."

07/02/2016

Nem morto


Se te pego, não nego, te mato
de carinho, beijinhos, abraços.
De fato, te mato e desconto
as vezes que, sozinha em meu canto,
te via passar e não vias mais nada,
a não ser o assédio,
de todas aquelas que também te olhavam
e sabiam tirar algum proveito (que inferno!)
Não tem jeito, te pego e te mato.
E esse meu desabafo, que te dou um trato,
vai ficar na lembrança dos momentos quentes
que hão de acontecer quando eu te agarrar o pescoço,
te abraçar, te beijar, e der carinho como nunca tivestes
- nem morto!
Lola (06/02/15)

Nenhum comentário: